9 de fevereiro de 2007

Benfica-3 Sporting-1 de 1996





Download do video aqui.

Final da Taça de Portugal 95/96. Sim, houve aquele triste incidente do very-light que ensombrou o dia (por acaso, se repararem, na altura do 1º golo ouve-se perfeitamente o very-light...), que se queria de festa. Mas nos 10 ou 11 anos de seca, não terá sido este o dia mais belo, mais feliz que tivemos?
Contem lá como foi este dia...estiveram no estádio? Como festejaram a conquista? O que se lembram do jogo? Este blog fica mais giro se vocês também participarem, em vez de ser apenas um contentor de videos...:-)


14 Comentários:

madne0 disse...

Infelizmente no dia desta ultima vitoria em quase 10 anos eu aínda não era grande fã da bola. Preferia jogar a ver! Quando comecei a ligar mais...

Anónimo disse...

Muito,muito bom Bakero...

Ainda há pouco tempo revi o jogo por completo na RTP memória...

Anónimo disse...

Estive nesse jogo no jamor em 96 e no momento do 1º golo houve um moche geral, e o very ligth foi disparado sem intenção de atingir alguem. Isto pareceu me perceptivel, pois estava lá.
Quanto ao jogo mais o excelente vitória do glorioso.

Em4Lyf disse...

Deve ter sido a minha primeira grande memória do Benfica, lembro-me perfeitamente dos festejos do segundo golo. :)

Foi pena o very light, mas concordo contigo, este foi um dos melhor dias durante os anos de seca.

jsbmj@clix.pt disse...

Bakero, muito bom, muito bom, este blog à medida que fores juntando videos vai ficar fabuloso... E sobre este ultimos videos que postaste: impressionante o que jogava o João Vieira Pinto... Como é possível que o Benfica o tenha queimado, deixado ir para o Sporting etc... Não se entende...

Pedro disse...

Eu estive lá.

Os No Name tinham 4 anos e estavam numa fase de crescimento fantástica e a rivalidade com a JL estava ao rubro. Nada melhor q um jogo em campo neutro para aferir quem eram os maiores e os melhores.

Rapidamente as duvidas ficaram desfeitas: Só atráz da baliza é q havia manchas verdes, o resto do estádio era todo vermelho. A festa antes do jogo foi de arromba, pura e simplesmente os lagartos não tiveram qqr hipótese. Os nossos canticos, a nossa festa era brutal. Lembro-me pefeitamente de fazermos a onda e ela parar na mancha verde, então decidimos fazer ondas umas atrás das outras, um efeito espectacular. A festa era tanta q nem parecia q tinhamos como adversário o segundo clube mais popular do país. Era tudo nosso.

Começou o jogo, houve o golo e o resto é história.
Nunca me apercebi do q aconteceu, não percebi o pq das cargas policiais. Qd vi a clareira na bancada dos lagartos pensei (e todos à minha volta) q eram porrada entre eles. Infelizmente não era.

Q pena q o unico titulo do Michel tenha sido manchado por tão grande tragédia.

Foi uma tarde q ficou para a história pelos motivos errados!

João disse...

Uma tarde de nervos, não pelo jogo mas pelo incidente lamentável do very light. Acredito que tenha sido sem querer, mas não percebo o que faz um very light numa bancada.
Fiquei muito assustado quando vi a bancada do Sporting esvaziar-se e vi aquela multidão (apesar de tudo eram muitos lagartos :)) encaminhar-se na nossa direcção. Pensei que ia ser uma tarde de (ainda mais) sangue. Felizmente iam-se só embora em protesto...
Nessa noite, ao festejar a vitória com um cachecol do Glorioso ia sendo linchado por um grupo de lagartos, pois segundo eles não tinha o direito de festejar depois da morte do adepto com o verylight.

Anónimo disse...

obrigado joao pinto apesar de tudo nos 6 a 3 3 golos e campeonato ganho na tp final 2 golos e a taça é nossa

Pelicano disse...

Vi o jogo no camarote presidencial. Na altura pensei que fosse porrada entre eles. Só me apercebi que havia alguma coisa a passar-se qdo o Guterres abandonou o jogo ao intervalo.
Na altura, o que me chamou mais a atenção foi um very light que provocou um incêndio nas árvores por trás do topo norte.
Quando os lagartos começaram a sair do estádio, pairou, num momento inicial o espectro duma batalha campal.
Na altura comentei que os lagartos começaram a sair em protesto após o 2º golo... qdo foi o 3º ficaram ainda mais indignados. Não está em causa a barbaridade casual, a polícia também teve muitas culpas pois eu, até para ir para o camarote presidencial, por ter entrado pelo lado dos courts de tenis fui muito revistado.
Reconheço o meu fanatismo... fiquei imensamente feliz com o jogo e desprezei o acontecimento triste.

Anónimo disse...

O benfica ganhou e a mistica dos no name Boys no Jamor é mitica, apesar da tragédia desse dia.

macnet disse...

foi uma tristeza que vai ficar colado aos No Name para sempre mas que não se confunde com o resto dos adeptos! Lamento imenso o que aconteceu e o jogo ficou para 2º plano após o que aconteceu...espero que a FPF já tenha indemnizado a familia da vitima!

Paulo disse...

Pessoal, este foi o dia mais triste que eu vivi num estádio de futebol a ver o meu Benfica.
Eu pertencia aos No Name Boys e esse foi o último jogo em que estive junto da claque. Nunca mais me sentei no topo sul.
Recordo-me como se fosse ontem...
Quando foi o 1º golo do Benfica, houve o habital mosh na bancada. O Very-Light é disparado, no meio da confusão e eu vejo perfeitamente a trajectória do objecto luminoso.
Parei imediatamente os festejos para olhar e verificar onde iria aquilo pousar... infelizmente no peito do adepto do Sporting.
Fiquei aterrorizado porque, apesar de estar no lado oposto, vi perfeitamente a vítima e as pessoas a afatarem-se dela. Jorrava sangue no ar...
Foi horrível!
Quase ninguém se apercebeu do que se tinha passado e continuavam os festejos. Eu fiquei mudo a olhar...
Não fui capaz de festejar mais golo nenhum e confesso que senti medo, pela 1ª vez, num estádio.
Jurei a mim mesmo que nunca mais voltaria para junto da claque.
Não culpo nem culpei ninguém. Mas não podia estar naquele grupo.
Foi um dia horrível.

Anónimo disse...

o very light foi audivel até na transmissão da rtp 1 (e neste video) incrivel como uma coisa daquelas atravessa o campo de uma ponta a outra..sem desculpabilizar minimamente o homicida, creio que ele sabia mto bem que podia matar alguem com aquilo, se calhar nao pensou foi faze lo de uma ponta à outra do estadio...podem censurar o meu comentario mas a claque do Benfica em causa é tmb culpada, assim como o Benfica pela nao expulsao da claque e a federação por nao indemnizar a familia da vitima..isto das claques é muito giro até estarmos no futebol e morrermos como numa carnificina..e não venham com os acidentes acontecem...claques deviam ser todas extintas

Anónimo disse...

Boas, estive nesse dia no estádio, e recordo-me que já antes do jogo começar, já estavam a ser lançados os very-lights, e todos eles tinham sido lançados sem intenção de magoar seja quem fôr. Se assim fosse , porque não o fizeram antes de começar o jogo...Foi no momentos dos festejos e deu para perceber que quem lançou o very-light tinha sido empurrado, e daí a trajetória.
Muitos outros não sabem que a confusão entre claques já tinha começado ainda no terreiro do paço/cais do Sodré, onde as concentrações das claques dos 2 clubes tinham poucas horas de diferença.
Muitas outras histórias surgiram depois da claque do Sporting sair do estádio, desde esperas a pessoal dos NN, ate a agressão de toda a gente que fosse vestida de vermelho, compreendo a frustração dos verdes, mas foi 1 caso como qq outro que podia ter sido ao contrario.
Seria e mesma coisa que culpabilizar todo o plantel do FC.Porto, por estarem presentes junto áo varandim, onde alguns elementos da claque caíram e morreram.
O rapaz do Very-light teve culpa, mas não tinha intenção de matar...já pagou por isso.
Saudações desportivas