23 de novembro de 2007

Marselha-2 Benfica-1 de 1990





Download do video aqui.


Falava-se, no último jantar de bloguiquistas, a que tive o prazer de estar presente pela 1ª vez, que neste jogo de Marselha, os franceses tinham que estar dopados. Só podiam!

E eu que tenho o jogo completo, estive nos últimos dias, conforme fui tendo algum tempo livre, a visionar e editar este verdadeiro massacre.

Recorde-se que este jogo foi para a 1ª mão das 1/2 finais da Taça dos Campeões Europeus 89/90. E para que a famosa e memorável mão do Vata pudesse acontecer (e ter significado), muito teve que sofrer esta (maravilhosa) equipa do Benfica! O início do jogo até foi excelente, com o Lima a inaugurar o marcador, mas o que veio a seguir...só visto! Vendo o jogo completo é que dá para ter uma noção da avalanche a que esta equipa do Marselha, uma constelação de estrelas, impôs sobre o nosso clube, mas penso que o video já dá uma ideia!

Então a 2ª parte é qualquer coisa de extraordinário, tal como extraordinário é acreditar que o lance presente no minuto 3:20 do video não deu em golo.

Mas pronto, como tantas e tantas vezes, no futebol como na vida, primeiro há que sofrer, para depois ter os momentos de catarse, de êxtase. E esta eliminatória foi um belo exemplo dessa lei da vida...

Ps: Talvez a um nível diferente, mas este jogo faz lembrar o de Rosenborg em 2004, em que o Moreira fez uma exibição fabulosa, recordam-se? Se não se lembram, é para isso que este blog serve, pois daqui a uns tempos esse jogo virá cá parar :-).

Ps2: Até agora, nas trocas e envios de DVD's apenas disponibilizava os jogos completos. Mas, pensando bem, porque não disponibilizar também os inúmeros resumos de jogos que tenho? Por isso, caso estejam interessados em ter em DVD alguns dos videos que por aqui vou colocando, bem como muitos que ainda não foram colocados, é só darem uma apitadela.

Os resumos estão espalhados por 5 DVD's, divididos em temas:

. Um DVD tem nada mais nada menos que resumos (com cerca de 3, 4 minutos cada) de 27 derby's Benfica-Sporting! Isto é, começa num Benfica-3 Sporting-1 de 1970 e acaba no derby do ano passado. Pelo meio, 3 derby's dos anos 70, 5 derby's dos anos 80, 9 derby's dos anos 90 e 9 derby's dos anos 2000!

. Outro DVD tem jogos Benfica-FCPorto. Neste poderão ver resumos das finais da Taça de Portugal 79/80, 84/85 e 03/04. O 2-0 do César Brito, o 3-3 nas Antas em 94 ou os mais recentes 3-0 na Luz em 98, ou o 2-0 no Dragão;

. Um 3º DVD com resumos de 72, repito, 72 jogos europeus do Benfica! Incluí todas as grandes vitórias da década de 60, variadíssimos jogos dos anos 80, e de 90 para cima apanha quase tudo!

. O 4º DVD tem vários jogos do Benfica para a Taça de Portugal, incluíndo resumos alargados de 9 finais vencidas pelo Benfica: 69/70, 71/72, 79/80, 84/85, 85/86, 86/87, 92/93, 95/96 e 03/04;

. O último DVD reúne jogos do Benfica com equipas nacionais (Boavista, Setúbal, Braga, etc.), jogos das modalidades (basket, hóquei, futsal...), jogos da Selecção Nacional e compilações de jogadores.

Poderão saber o conteúdo exacto de cada um destes DVD's através deste documento excel que preparei. E como sempre, toda a lista disponível através deste post.

15 Comentários:

abidos disse...

O narrador Francês, acaba o comentário a dizer, que o jogo dentro de 15 dias será fabuloso, concerteza !!!!
Mal ele sabia, o que iria acontecer...

O Bernard Tapie disse no final deste jogo, se o Marselha não chegasse à final, iria mudar o seu nome para Bernardete...!!!
Mais uma promesa, não cumprida...

O comportamento dos adeptos do Marselha, no Estádio da Luz, foi vergonhoso, e já em Marselha os Benfiquistas tinham sido mal tratados, o meu pai foi a Marselha ver o jogo, e ainda hoje afirma, que teve muita sorte, em chegar intacto a Portugal, pior que Marselha, só o Porto...!!!

jsbmj@clix.pt disse...

Bakero, Em4Lyf, continua em grande o vosso Blog, verdadeira memória gloriosa. Excelente trabalho! E sim, quantas recordações me traz esta eliminatória. Eu (não estive em Marselha mas) estive na Luz e foi a locura total, nessa noite atravessei a correr várias vezes a 2a. circular, tal era a locura (minha e de muitos milhares). E quanto ao Porto ser pior que Marselha talvez, mas digo-vos por experiência própria que Guimarães é pior do que o Porto... Cumprimentos.

Anónimo disse...

ja tinha ouvido falar muito deste jogo e que tinha sido a derrota mais auspiciosa da historia, porém é a primeira vez que vejo as imagens e associando aquilo que foi o jogo da luz, táctico, com escassas oportunidades e um golo marcado com a mão, conclui-se que, de facto, nossa senhora pos a mão ehehehe...3 bolas no poste e mais 3ou 4 oportunidades, sendo que a 3a bola no poste é algo surreal...é uma derrota mas pelo facto do benfica ter 15 dias depois vencido na Luz e deste 2-1 ter sido determinante é um jogo que ja devia ha muito ter sido divulgado.
e bakero, no que toca a comparações, não encontro nada mais parecido do que a eliminatoria com o parma em 94, mas com os peis invertidos.
esta foi tão injusta e soube tao bem

HuGuiTu disse...

Lembro-me bem desse jogo. O meu falecido pai dizia que iamos levar 3 ou 4 e eu dizia que iamos ganhar 1-0. Só falhei na eliminatória :). O jogo em Portugal foi algo inesquecivel, um bar com 400 pessoas... o dono a meter os putos (eu tb) perto do ecrã gigante e aquelas cervejas todas a voarem quando foi o golo. Velhos tempos. FORÇA SLB (Campeão 2007/08) ;)

Anónimo disse...

lembro-me perfeitamente desse jogo, e pena nesse resumo nao ter as 2 grandes oportunidades do benfica, uma de magnusson mesmo a beira do intervalo depois do 2° golo do marselha, em que e o mozer que tira a bola em cima da linha depois de um chapéu do sueco sobre castaneda, e outra mesmo no fim em que valdo em vez de cruzar para magnusson isolado remata para a defesa de castaneda que defende com os pes.

Anónimo disse...

ja estou com agua na boca para ver o video do jogo contra o rosenborg

Anónimo disse...

antes de ver os videos leio os textos

á medida k lia ia.me lembrando do jogo do rosenborg :DDDD

espero ver esse video ;)

bakero o teu blog é algo de fabuloso
continua


( se hj o porto perder pontos vou começar a acreditar em deus ) by Ricardo Araujo Pereira

Anónimo disse...

lembro-me perfeitamente deste jogo. O que me ficou também na retina foi a entrada violentissima que nem o bruce lee do mozer ao paneira mesmo no meio das costas. Se fosse hoje nem jogava a segunda mão... mas ainda em que jogou, senao nao haveria ninguem para contar que os alguns jogadores franceses nem queriam entrar em campo tal era o inferno da luz...

Anónimo disse...

Recordo-me deste jogo, mas tenho mais presente o jogo no Inferno da Luz. E desculpem mas tenho de contar a minha história.
Na altura eu tinha 12 anos e era sócio isento de quotas. Dias antes eu e mais 6 amigos (todos da mesma idade) tinhamos combinado ir ver o jogo, acompanhados por o pai de um de nós, pois diríamos que éramos filhos do mesmo ou entrávamos com outras pessoas. No dia do jogo, saímos da Brandoa (onde todos morávamos) e fomos para a Estrada de Benfica, pois o pai do nosso amigo era dono de uma barbearia e assim que fechasse a loja seguiriamos para o Estádio. Andámos ansiosos o dia todo, pois viamos a romaria que era naquelas ruas a caminho do Estádio. Chegada a hora, e já na Rampa 3 do Estádio, o porteiro barra a entrada ao pai do nosso amigo, pois este queria entrar com 7 miudos, todos da mesma idade e um deles negro, argumentando que eram filhos. Após alguma discussão e apresentação da águia de prata que ele possuia, o porteiro não o deixou entrar no recinto e afirmou que só eu poderia entrar no Estádio pois era o único sócio isento. Os outros amigos incentivaram-me a entrar com o compromisso de na 2ª parte (quando as portas abrissem) eles iriam ter comigo (mas não conseguiram entrar). Dirigi-me então para o Velhinho 3º Anel e ali fiquei a vibrar, gritar e gesticular, com crises de ansiedade, por ver o tempo a passar e a estarmos quase de fora da final.
Quando o Vata mete o golo (duvido que alguém no Estádio tenha visto que tinha sido com a mão), foi a loucura e a explosão total. A alegria era constante e contagiante, ninguém se calava, todos gritavam pelo Benfica, todos se abraçavam sem se conhecerem de lado algum, o sentimento era geral.
À saída dirigi-me para a estação do Colégio Militar para apanhar o autocarro de volta para a Brandoa, e em redor do Estádio ninguém se continha a expressar a felicidade que sentia.
Nesse dia eu era um miudo muito feliz e fui para casa com o maior sorriso do Mundo.

o glorioso disse...

Massacre. Foi talvez o jogo mais incrivél que me lembro ver pois na 2ª parte foi inacreditável tivémos mais de 20 minutos sem sair do meio campo e com alguma sorte não sofremos golos. Depois como disse uma vez o Mozer era quase impossivel no verdadeiro e unico Inferno das 120 mil da Luz pelo menos 1 golito nem que seja com a mão da Vata não entra-se.
No entanto na 1ª parte foi diferente jogamos bem a até controlamos o jogo (o Mats Magnusson tem 1 grande ocasião pouco depois do golo do JPP). Mas a seguir...Meu Deus foi incrivél.
Incrivel era também a equipa do Marselha apesar do GR ser fraquito o Castanneda (penso que o titular Barthez estava lesionado). Mas de resto a defesa com o Amorros, Mozer, Sauzé, Di Meco. No meio campo o Dechamps, Tiganá e Germain e depois só Francescóli, Chris Wadlle (na altura melhor jogador inglês) e o mortifero Papin. Um luxo.
Nós também não estavamos mal apesar de não tantos craques como os franceses. Silvino (na sua grande forma teve 3/4 epocas fenomenais titular até da selecção), Jose Carlos (claramente o elo mais fraco um pouco como o Luis Filipe mas muito melhor), Aldair, Ricardo e Veloso. No meio o fantástico Thern, Hernani, Paneira e o brasileiro com mais classe que jogou em Portugal Valdo, No ataque o excentrico Lima e Magnusson que nesse ano marcou mais de 40 golos em toda a época.
A dirigir apenas o sr. chmado Sven Goram Erickson.

Anónimo disse...

pena o benfica nao carregar a mistica e a força desse tempo
tenho um amigo do norte ke foi ver o jogo e contou me ke ja estava a sair do estadio kuando se deu a explosao do inferno vermelho diz ele ke ja nem vieram dormir a casa.


norte vermelho

Pedro disse...

Só faltou mesmo a sarrafada q o Mozer deu no Paneira...para mim a prova maior q lhes deram alguma coisa ao intervalo.

A diferença fisica deles da primeira para a segunda parte foi algo inacareditável. Parecia q qt mais corriam mais força tinham...impressionante.

Foi um verdadeiro massacre, não me lembro de uma coisa assim. Nem em Vigo foi como este jogo.A pressão q eles faziam sobre nós foi avassaladora.

Lembro-me do Tapie não querer vender bilhetes a portugueses para não "ter o estádio cheio de benfiquistas". Depois foi o mitico jogo na Luz. Inesquecível.

luis disse...

Que grande massacre, foda-seeee!!!!

Então era este o ambiente que o Papin dizia ao Mozer que nunca tinha visto nada igual?...hehe Tão tolo...

antyporkos disse...

Eu, que nam sou do Benfica, lembro-me deste jogo como um dos maiores milagres do futebol português!
Comparo-o à vitoria de Portugal em Estugarda diante da Alemanha que carimbou o apuramento para o mundial do México 86.
Como é que aquele jogo nõa terminou em 5 ou 6 golos para o Marselha??
Como é que a Alemanha, depois do golo do então jogador do Benfica Carlos Manuel, massacrou Portugal, mandou 3 bolas à barra e não conseguiu marcar?

Foram estes os 2 maiores milagres do futebol português a que assisti em directo pela televisão.

Tony Santos disse...

POr acaso é verdade k eles estavam dopados!! Há 2 anos descobri através da eurosport k os gajos do marselha se doparam até na final do 1991/1992 contra o Milao. Só axim conseguiam dar akele massacre ao Benfica!